Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bookish by the sea

Bookish by the sea

Janeiro 03, 2023

WhatsApp Image 2023-01-03 at 20.19.36.jpeg

Novo ano e mais 365 dias para novas leitura!

Com 2023 aqui (e ainda a processar 2022) tirei uns minutos para pensar sobre que objetivos livrescos quero cumprir neste novo ano. Estas foram as minhas conclusões!

1. Reading challenge do Goodreads: ler 45 livros 

Em 2022 li 46 e normalmente gosto de igualar, mas gosto mais de números "redondos" nestas coisas e 50 ainda me parece muito intimidante, principalmente com a reading slump que tenho andado a combater nos últimos meses.

2. Focar-me no que já tenho em casa:

Eu sempre vivi rodeada por mais livros do que será humanamente possível ler nesta vida (benefícios e consequências de ter uma mãe a trabalhar na indústria livreira), mas nos últimos anos apercebi-me que as minhas prateleiras estão povoadas de dezenas de títulos que nunca cheguei a pegar...

image.jpeg

No último ano tentei reduzir ao máximo as novas aquisições, impondo-me um buying ban rigoroso nos primeiros seis meses do ano e um limite máximo de livros que podia comprar no segundo semetre. Permiti-me algumas indulgências, mas em geral mantive estes objetivos em mente e assim consegui de facto evitar significativamente as compras impulsivas...

Em 2023 quero continuar a dar prioridade ao que já tenho cá em casa! No meu carrinho TBR* (onde estão os livros físicos a que quero chegar o mais rapidamente possível) tenho neste momento 40 livros! Estas são as minhas prioridades.

3. Não definir prioridades

Em 2022, para finalmente dar prioridade a livros que estavam na minha TBR há algum tempo (vários anos até), fiz uma lista de prioridaedes que incluia 10 títulos. Um ano volvido, li apenas cinco.

Para 2023 decidi não fazer uma lista de prioridades, mas antes deixar-me seguir pelo que me apetecer em certos momentos sem me forçar a ler algo porque está numa lista.

Dito isto, algo que funcionou muito bem no início do ano passado foi estabelecer objetivos mensais... talvez volte a tentar esse esquema para evitar ficar no limbo da indecisão cada vez que acabo um livro, como tem acontecido recentemente.

4. Catalogar livros e vender/comprar em segunda mão:

Um dos objetivos que cumpri no último ano foi catalogar os meus livros físicos num excel. Isto tornou-se muito útil, sobretudo para me recordar de tudo o que tenho nas prateleiras.

Agora está na altura de fazer o mesmo na casa dos meus pais. Se eu tenho mais de 300 livros, a minha mãe deve estar muito próxima do milhar espalhados por várias divisões e casas. Está na hora de pôr ordem nisto. Só assim será possível evitar duplicados e completar coleções.

Para os repetidos (e outros livros que já não faça sentido manter) o plano é simples: pôr tudo à venda no Tradestories e dar-lhes uma nova vida. Esta será também a plataforma preferencial para adquirir novos títulos sempre que possível.

===== // =====

Embora vá dar prioridade ao que já tenho em casa, não me vou obrigar a ignorar totalmente novos títulos que queira muito ler. Vou principalmente tentar ser conscienciosa das minhas escolhas e evitar comprar livros que não tenha intenção de pôr na minha mesinha de cabeceira (lugar de destaque reservado aos livros que tenho intenção de ler nas semanas seguintes).

Há muitos livros que estão na minha infinita lista de potências futuras aquisições (mais Jane Austen!!, Para Que Fique Bem Escurecido, Kindred, Cultish, All About Love, We Should All be Feminists, The Time Traveler's Wife, O fantasma da Opera, Equador, etc.). Mas deixo-vos também os novos lançamentos no meu radar:

  • O livro da Rita da Nova (primeiro trimestre, ainda sem data): É a autora de um dos meus blogues favoritos e sou ouvinte religiosa dos dois podcasts dela. Ainda não se sabe quase nada sobre este livro, mas eu já estou curiosa!
  •  Heartstopper vol. 5, Alice Oseman (2 de fevereiro): Li os primeiros quatro volumes todos online em menos de 24h e só me apercebi quando cheguei ao fim que tinha lido tudo o que havia para ler. YA não é de todo o meu género habitual, mas esta história é tão adorável e uma forma positiva de abordar temas taboo que me convenceu!
  • Happy Place, Emily henry (25 de abril): Ainda me falta ler um dos livros dela, o You and Me on Vacation. Está no carrinho TBR. Mas tudo o que li dela até agora tem sido incrível! O Book Lovers (o lançamento de 2022) foi o meu favorito.
  • Love, Theoretically, Ali Hazelwood (13 de junho): Sejamos honestas! Os livros desta autora são todos iguaise não são nada de especial (acabei de ler a backlist dela há uns dias e irei publicar sobre isso muito em breve), mas são divertidos e bom escapism... por isso sim, vou continuar a comprar os ebooks para quando o meu cérebro precisa de uma pausa cor de rosa (julguem-me, que eu não me importo ahahah)

 

*TBR: To Be Read

 

17 comentários

Comentar post

O que ando a ler

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D