Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bookish by the sea

Bookish by the sea

Julho 24, 2023

Eu sou incrivelmente piquinhas com o tipo de comédia que consumo. Filmes como Borat ou Scary Movie? Tenho zero interesse. O Adam Sandler entra? Passo. Desenhos animados tipo Family Guy? Não consigo.

IMG_6005.jpg

 

Um tipo de humor que me convence muitas vezes é sem dúvida o humor negro. Durante a pandemia comecei a consumir os comedy specials da Netflix e houve desde logo houve um nome que para mim se destacou como favorito. Conseguem advinhar pelo título deste post qual foi?

Nos últimos houve um boom nos livros de comediantes. Trevor Noah, Mindy Kaling, Amy Poehler, Hannah Gadsby, Jerry Seinfeld... e claro, Daniel Sloss. 

Apesar do meu entusiasmo pelo stand-up dele, confesso que pouco depois do lançamento decidi não ler o livro. Na altura lembro-me de ver uma review que dizia que era só reciclagem do material que ele já usa em palco e que, portanto, acrescentaria muito pouco a quem já viu o trabalho dele. 

O que mudou? Bem, há uns meses recomendaram-me o podcast "Conan Obrien Needs a Friend" (que é simplesmente genial) e o Sloss foi um dos convidados. A conversa foi muito interessante e foi o suficiente para ir rever o Jigsaw e para entrar imediatamente na livraria com maior promoção do dia para encomendar o livro.

A review que li há uns anos não estava errada. "Everyone You Hate is Going to Die" recicla de facto muito do material que ele usa em palco, mas isto é assumido. O livro está escrito para quem já viu os specials e portanto está a par das suas teorias sobre amor, sexo, relações tóxicas, família e muito mais. E elabora em cima disto.

O resultado é simplesmente hilariante. Nunca me parti a rir (tantas vezes) como neste livro. Juro que quem se cruzou comigo quando andava a lê-lo em espaços públicos deve ter achado que eu não era boa da cabeça.

Ao bom estilo de Daniel Sloss, o livro consegue atacar para ofender quase toda a gente. Mesmo concordando com 95%  das suas ideias, encaixo-me em pelo menos duas das categorias de pessoas que ele odeia e ainda assim achei hilariante. 

Mas também - e como é marca do seu humor - consegue ter reflexões mais profundas sem nunca tentar ser inspirador. O livro sabe o que é e não tenta ser mais do que isso, sempre gozando consigo próprio. 

Para primeiro livro de humor foi uma excelente experiência! 

 

O que ando a ler

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D